Pesquisa Realizada em Harvard Vira Livro E Mostra o Passo a Passo Comprovado Que Dentistas Estão Usando Para Aumentar Em Até 10 Vezes Seus Ganhos.

Ao se increver, você também irá receber e-mail de promoção/marketing da Odonto Branding

Como Revalidar Diploma nos EUA

Após uma infinidade de e-mails me perguntando sobre o tema, nada mais justo que atender a demanda e buscar todas as informações possíveis sobre isso. Inicialmente posso afirmar: dentista ganha muito bem nos Estados Unidos. O mercado neste exato momento está necessitando de uma demanda de profissionais. 

Antes de mais nada: Primeiras Observações:

No Brasil o Conselho Federal de Odontologia é o órgão máximo regulador da Odontologia e os Conselhos Regionais se submetem a ele. Nos EUA os Estados Federados têm muito mais autonomia e, mesmo que haja um órgão federal nos EUA, a ADA – American Dental Association, há também muita autonomia de outros órgãos estaduais.

Quanto ganha um dentista nos Estados Unidos?

Os salários são altos, assim como a credibilidade social desses profissionais. Ganhos mensais de 15-20 Mil dólares mensais são relativamente comuns para clínicos gerais, com uma jornada de atendimento de 30 horas semanais.  Atualmente a ADA reconhece 9 especialidades: Saúde Pública, Endodontia, Patologia Buco Maxilo Facial, Cirurgia Oral e Maxilofacial, Ortodontia e Ortopedia, Pediatria, Periodontia e Prótese. Atuar nas especialidades podem aumentar em até 5 vezes o ganho mensal.

Como revalidar meu diploma nos EUA?

Existem basicamente dois caminhos: 1) International Program (advanced standing program) e, 2) Revalidação por residência.

  • International Program – advanced standing program:

Algumas faculdades de Odontologia oferecem esse programa. Ele varia de 2 a 3 anos de estudos e é dedicado exclusivamente para estrangeiros. Algumas delas inserem esses alunos (graduados em Odontologia em outro país), junto com estudantes rotineiros acadêmicos.

A grande vantagem desse programa é que torna o dentista já graduado fora dos EUA elegível para atuar no estado em que a legislação permite.

  • Revalidação por residência:

Outras universidades abrem vagas para residentes. São dentistas graduados fora do país e que aplicam para um programa intensivo de residência. Algumas são pagas e outras gratuitas. Obviamente é um caminho muito mais concorrido, assim como possui uma carga horária intensa. Essa revalidação, entretanto, habilita o dentista como especialista, o que também gera mais credibilidade e ganhos financeiros práticos.

Então quer dizer que é só revalidar por um dos dois processos?

Mais ou menos. Um dos dois caminhos são precedidos de outras exigências, resumidamente seriam:

  • Exame TOELF
  • National Board Dental Examination (NBDE). São basicamente duas provas, NBDE part I e NBDE part II. Esse grupo de provas é exigência para qualquer um que deseje exercer a Odontologia nos EUA, inclusive os alunos regulares que não estejam sob processo de revalidação de diploma.
  • Algumas Universidades exigem as Provas Clínicas: Após cumprir os requisitos acima, segue para uma etapa de prova prática, geralmente composta por atuação clínica em manequim, sob supervisão de um professor.

O profissional estará, teoricamente, preparado para atuar como dentista nos Estados Unidos. Entretanto, antes de “por a mão na massa” deverá obter sua licença profissional, algo semelhante ao CRO no Brasil.
E a questão do visto?

Formar em Odontologia ou revalidar o diploma não confere, automaticamente, visto de trabalho, Green Card ou cidadania. Entretanto, dentistas formados normalmente se ligam a um profissional mais experiente, chamado partner, que poderá atuar concedendo um visto de trabalho temporário nos EUA. Após alguns anos o dentista pode pleitear o Green Card.

Caso o dentista brasileiro que revalide o diploma, tenha também condições especiais, como dupla cidadania italiana, a parte burocrática é, em muito, facilitada.

Como é o mercado Odontológico Americano?

Tem espaço para os profissionais devido a cultura americana não tem nada haver com a brasileira onde saímos da maternidade com nossos pais ja falando o que seremos, os americanos tem visão diferente onde a liberdade de escolher e bem pregada ((freedom)) e com isto a falta de profissionais especializados. De forma geral o dentista norte americano tem menos habilidade técnica, mas também é mais prudente e praticamente não se arrisca. Alias, ter um seguro de responsabilidade civil nos EUA é necessidade básica, algo entre 1 e 3 Milhões por ano é relativamente seguro. Também se verificam situações de erro odontológico, mas raramente esses profissionais descuidados se mantém por muito tempo, pois podem ter seus seguros negados e, inclusive, não renovação de sua licença de trabalho.

Muitos colegas brasileiros têm uma impressão inicial de que ser dentista nos EUA é sinônimo de riqueza e credibilidade. Em partes é verdade, pois a média salarial é bem alta. Mas há de se por em realidade que qualquer trabalhador médio americano já dispõe de meios para comprar bons carros, computadores, celulares e roupas, quesitos que, no Brasil, quase sempre está relacionado a riqueza.

Abaixo, seguem alguns links interessantes e que podem esclarecer maiores detalhes aos que se interessam por estudar/revalidar seu diploma odontológico nos Estados Unidos:

American Dental Association: http://www.ada.org

Referente ao NDBE: http://www.ada.org/en/jcnde/examinations/nbde-general-information

Regras e exigências estaduais: http://www.ada.org/en/education-careers/licensure/licensure-dental-students/state-dental-boards

Receba Agora Nossos Livros Artigos e Aulas

Weder Carneiro

Weder Carneiro é dentista pela Unesp - Araçatuba com pós graduação em Odontologia e Marketing, em cursos no Brasil e Estados Unidos. É fundador e/ou CEO de empresas no Brasil e EUA, atuando como gestor, consultor, autor de livros e professor internacional em empresas no Brasil e nos Estados Unidos.

Receba grátis dicas para sua clínica

Ao se increver, você também irá receber e-mail de promoção/marketing da Odonto Branding

Post Relacionados