COMO DENTISTAS SERÃO AFETADOS PELA REFORMA DA PREVIDÊNCIA?

Compartilhe:

Como dentista, nunca vi na Previdência Oficial uma forma justa e segura para garantir meus ganhos futuros, principalmente quanto me aposentar. Durante muito tempo, busquei informações sobre investimentos, aposentadoria privada, imóveis e muitas outras formas de aumentar minha renda, principalmente a renda futura.

Na prática o dentista é um dos profissionais mais expostos economicamente, principalmente quando se aproxima da aposentadoria. Minha conclusão é: economize com inteligência, invista sempre um pouco do que ganha e aproveite a vida sem abusos. Essa receita tem funcionado para mim muito bem, pelo menos nos últimos 10 anos.

Agora gostaria de expor aqui opiniões de quem está em ativo processo de atualização das novas regras, expondo as principais mudanças. Ao término volto a deixar minhas considerações específicas para dentistas, principalmente considerando um detalhe: a aposentadoria especial para dentistas.

Essas alterações ainda serão discutidas, mas o projeto original, Proposta de Emenda à Constituição 287/2016, foi envidado pelo governo ao Congresso nessa terça-feira, dia 06/12. As propostas vão atuar, especificamente, na previdência oficial.

Mas Cirurgião-Dentista não tem direito a aposentadoria especial?

Há tempos também se discutiu se o Cirurgião-dentista teria direito à aposentadoria especial, principalmente justificada pelos fatores de insalubridade. Se por um lado muitas ações judiciais vinham dando ganho de causa para a classe odontológica, a nova proposta eliminaria essa possibilidade. Ou seja: nada de aposentadoria especial para dentistas daqui para frente.

Mas, afinal, até funcionários públicos estão sujeitos a essas novas regras?

Quase sempre sim. É possível que algumas áreas fiquem de fora. Já deixaram claro que os militares não entrarão nesse primeiro momento, mas outras categorias podem ter alterações, sim, mesmo que ainda ninguém tenha certeza de tudo.

Para quem valem as novas regras?

Dentistas que recolhem INSS, com o seguinte enquadramento: homens de até 50 anos e mulheres com idade igual ou inferior a 45 anos. Para dentistas inseridos no sistema INSS  e mais velhos, mas que ainda não podem se aposentar pelas regras atuais, haverá uma regra de transição. Ela não está bem clara, ainda, pois será discutida em plenário no Congresso Nacional.

Como será calculada a aposentadoria?

O cálculo do valor do benefício também muda. A PEC 287 extingue a regra 85/95 e o fator previdenciário e institui uma nova forma de cálculo. Em primeiro lugar, deve-se calcular a média dos salários de contribuição (igual ao salário recebido, limitado ao valor do teto do INSS) do trabalhador ao longo da vida. O profissional receberá um percentual desse valor. Ele será de 51%, mais 1 ponto porcentual por ano de contribuição (limitado a 100%). Ou seja, um trabalhador que contribuiu por 30 anos irá receber 81% (51+30) da média de salários. Dessa forma, o dentista brasileiro terá que contribuir por no mínimo 49 anos para alcançar 100% da média de salários, limitado ao teto do INSS – algo próximo de 5 Mil Reais atualmente.

Como eu vejo pontos de melhoria para Dentistas?

  • Primeiro sejamos francos: como um Cirurgião-dentista, que sai para o mercado de trabalho com média de 24 anos, terá que contribuir por mais 49 anos para chegar a receber 100% do teto do INSS – algo próximo de R$ 5.000,00? É isso mesmo, produção? 5 Mil Reais como “presente de aniversário”de 73 anos?
  • Segundo: Eu já venho falando sobre esse tema há anos. Inclusive eu desafio você a assistir ao vídeo do início do artigo, que foi gravado há mais de 6 meses (antes de toda essa confusão), mas que já dava muita orientação boa sobre o tema: Assista ao vídeo!
  • Terceiro: Baixe agora o E-book Odontologia – 7 Lições Práticas, Lucrativas e Imediatas e vá até o capítulo 7. Que, inclusive, tem o seguinte tema: ESPECIAL APOSENTADORIA PARA DENTISTAS.

odontologia 7 lições práticasCLIQUE NA IMAGEM DO LIVRO PARA BAIXAR – VÁ ATÉ AO CAPÍTULO 7

E, para você que chegou até aqui, seja legal com algum amigo dentista e compartilha esse artigo. Deixe seu comentário também ok?

A gente se vê.

Weder Carneiro

Deixe seu comentário:

 

Compartilhe:

 

Faça download gratuito do livro